Making of – Zelda Breath of the Wild parte 3 (final)

Chegamos ao último post sobre o Making of de Zelda Breath of the Wild.

Física

A Engine usada em BOFTW permitiu que a equipe desenvolvesse uma física que afeta diretamente o gameplay do jogador.  Usando condições especiais que surgem como uma espada carregada com corrente elétrica ou a corrente de ar quente de um campo em chamas, o jogador pode vencer os desafios com criatividade.

Gaming GIF - Find & Share on GIPHY

Música

Hajime Wakai, diretor de som, optou por trabalhar com composições que ressaltassem os sons ambientes ao invés de música épica para combinar com o clima de solidão e natureza que cerca o mundo de BOTW. O Piano foi escolhido como o instrumento musical principal para a trilha sonora do game, inclusive foi a primeira vez na história da franquia em que o piano foi usado.

A música acompanha também a transição do tempo no jogo, durante o dia a musica pode ser um pouco mais agitada e acelerada mas a medida que a noite vai chegando outros instrumentos vão gradativamente se juntando à orquestra e a música vai perdendo ritmo até desacelerar completamente e se tornar uma nova melodia mais calma.

Foley e efeitos sonoros

Os passos do Link receberam uma atenção especial, de acordo com Wakai os passos seriam algo que o jogador estaria constantemente escutando e portando uma forma de expressar o ambiente em sua volta. Para isso os designers de som e compositores usaram uma técnica conhecida como Foley, que nada mais é do que sons que são gravados em um ambiente fechado e controlado por artistas que tem a disposição uma série de instrumentos e objetos para testar e gerar os áudios que serão inseridos depois na mídia desejada. A equipe levou tão a sério os detalhes que fizeram um som especialmente para quando Bokoblin um dos inimigos padrão do game, enfia o dedo no nariz. Esse belo som foi feito enfiando o dedo e girando em uma roupa ensopada de água.

Mensagem dos desenvolvedores

 

Hidemaro Fujibayashi (Diretor) – Quer que os jogadores descubram os segredos que a equipe escondeu no jogo.

 

 

Takuhiro Dohta (Diretor Técnico) – Quer que cada um tenha sua própria experiência dentro de BOTW.

 

 

Satoru Takizawa (Diretor de Arte) – Deseja que a arte do jogo seja apreciada assim como as mecânicas.

 

 

Hajime Wakai (Diretor de Som) – Gostaria que os jogadores percebessem o cuidado que a equipe teve com a trilha sonora e como ela é importante no jogo.

Referência

The Making of The Legend of Zelda: Breath of the Wild Video – Open-Air Concept, aqui

The Making of The Legend of Zelda: Breath of the Wild – Bonus Session, aqui

What is Foley?, aqui

What is Foley Sound by Sound Ideas, aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s